Martinha, Marta Gurgel

fotografia-marta-gurgel“Poucas coisas são tão gratificantes na vida como rever amigos de outros tempos. Na verdade, percebemos que continuamos amigos, pois, ao reencontrá-los, é imediata a certeza de que eles nunca deixaram de estar presentes em nossa vida, independentemente do tempo que estejam afastados ou distantes.

Eis que participando de um trabalho com a equipe Pé na Estrada reencontro o “velho” Jansen, companheiro de outras jornadas. Esse reencontro logo trouxe de volta lembranças incríveis da minha adolescência, do tempo de colégio. Éramos “peças raras” dentro de um grupo.

Rimos ao lembrar dos personagens do passado. “Viu fulano? Sim, está magro, alto e sem aparelho”. “E sicrano, que era lindo na escola? Está gordo, careca e estressado”.

Naquelas poucas horas atualizamos uns bons anos da história, com uma capacidade absurda de edição de texto e objetividade. Marido, esposa, filhos, gravidez, viagens, desilusões, ganhos, profissões… Tudo foi sendo juntado numa avalanche de informação, sem ver o peso.

Mesmo porque, aquela pessoa que me conhece há tanto tempo não precisa de muitas explicações. Sabe quem eu sou e basta. Me conheceu menina e vai carregar aquela imagem com ele por toda vida. Assim como eu vou levar a imagem dele de 20 anos atrás…

Quem não gosta de reencontros com amigos de outras épocas não sabe o poder rejuvenescedor que eles têm.”